O anjo da minha vida…

Os meus olhos estavam anuviados pela torrente de lágrimas, mas eu pude ver a garrafa d’água sendo colocada na minha frente e a voz de um moço que me dizia: Toma moça, você vai se sentir melhor.

Eu tomei um gole e o vi sentar-se ao meu lado na escadaria da igreja que ficava na rua da minha casa. Eu olhava pra igreja como se esperasse que Deus em pessoa saísse e viesse me buscar, aliviar a dor que eu estava sentindo. Mas Deus não veio, em vez disso ele me enviou um anjo.

 Ele não me fez perguntas, apenas ofereceu sua ajuda. Disse que ficaria quieto ali ao meu lado pra eu não ficar sozinha e que se eu quisesse falar, ele estaria ali pra me ouvir.

Eu não disse nada, apenas agradeci pela água.

Eu havia me separado fazia um ano, tinha um “rolo” com uma pessoa que estava me fazendo sofrer muito e eu me sentia absurdamente sozinha, tinha acabado de ser demitida do meu emprego, depressiva e longe da minha família que morava na capital a exatos 485 km de onde eu estava. Não conseguia ver uma luz no fim do túnel, a solidão era a minha única companhia.

Aos poucos fui me acalmando e resolvi voltar pra casa e o moço que agora eu via melhor, se ofereceu pra me levar em casa e me acompanhou até a portaria do meu prédio. No caminho até lá a apenas uma quadra, me disse o seu nome e que ia passando e me viu chorando muito e ficou preocupado, resolveu ver se eu precisava de ajuda.

Eu me despedi e entrei sem muita cerimônia, tudo o que eu queria era ficar novamente sozinha, tomar meus remédios e adormecer, fugir.

Os dias que se seguiram foram os piores da minha vida.

“Ele” sempre aparecia, era solícito e muito carinhoso, mas apesar de tudo, eu só tinha olhos pro outro. Estava cega e não via nada na frente a não ser o outro.

Eu não me orgulho do que vou dizer agora, mas o esnobei muito, que com o passar do tempo, me dedicava todo o seu carinho e me deixou claro que estava interessado em mim, mas que saberia esperar o meu tempo. Chegou a me dar flores que eu arrogantemente joguei no lixo por  medo do meu “rolo” ver, cobrar explicações e acabar por me deixar.

Com o tempo, as visitas dele foram se escasseando e muitas outras coisas ruins foram acontecendo. Eu não consegui outro emprego, pois no interior é um pouco mais difícil e ainda há muito preconceito por eu ser da capital, e, o moço que eu gostava roubou todo o meu dinheiro. Eu passei por todo tipo de privações: tive medo, fome, frio, solidão e caí numa depressão profunda e acabei por ficar dependente de remédios como Diazepan que eu pegava com a irmã do meu ex-rolo, que trabalhava num hospital.

No auge do desespero e passados um ano, depois de ter idéias de suicídio, ainda em depressão, comecei a pedir pra Deus me dar mais uma chance. Eu queria voltar pra SP pra junto dos meus. Eu estava morrendo ali sozinha e aqui na cidade, eu tinha certeza que conseguiria me re-erguer. E finalmente, a oportunidade surgiu. Vendi meus móveis, paguei algumas das minhas dívidas e vim embora com algumas roupas, utensílios, meu gato e muita dor causada pelas más lembranças. Deixei tudo pra trás, inclusive o meu anjo.

Aqui em SP, comecei do zero. Arranjei um emprego maravilhoso como gerente de recursos humanos numa gráfica, aluguei um apartamento e minha família me ajudou a re-mobiliar minha casa e a vida seguiu seu rumo. Esqueci muitas coisas, meu mecanismo de defesa psicológico apagou muitas das más lembranças e eu segui em frente.

Um ano depois da minha volta pra capital, tive uma grande surpresa. Havia um pedido de amizade no Orkut com uma pequena mensagem dizendo: Finalmente te encontrei, espero que ainda se lembre de mim, me add por favor. Bjs minha flor e assinou.

Meu coração se descompassou, minha cabeça rodou e o rosto dele surgiu na minha frente como uma lembrança boa no meio de tanto sofrimento. Meu anjo voltou.

Nos falávamos muito, todos os dias pelo MSN e até hoje guardo os depoimentos dele no Orkut para mim. Eu descobri que ele tinha se apaixonado por outra garota e a moça também não deu chances a ele. O desprezou e isso o fez sofrer demais. Nesse momento, era comigo que ele desabafava e me contava tudo o que se passava com ele e eu, por minha vez contava tudo para ele, inclusive minhas intimidades e outros relacionamentos que tive.

Com o tempo, nossas conversas foram adquirindo um novo tom, o meu interesse por ele foi surgindo e era recíproco. Ele, além de muito inteligente, revelou-se muito atencioso,  carinhoso e preocupado comigo sempre até que resolvemos nos ver pessoalmente.

O encontro foi emocionante. Ambos choramos muito e eu não queria deixá-lo ir, não queria sair dos braços dele. Ele me disse que me amou demais e nunca, apesar de minhas recusas, deixou de acompanhar minha vida à distância sem que eu visse. Se afastou por que percebeu que não tinhas chances comigo, já que eu só tinha olhos pro outro rapaz lá da cidade do  interior onde ele morava ainda.

Ele foi embora e nós, continuamos mantendo contato. Brigamos muitas vezes e ficamos semanas sem nos falar ate que o me anjo adoeceu. Soube que ele tinha uma meningite viral desde criança e que isso havia voltado com toda a força. Meu amor tinha dores de cabeça terríveis, vômitos, convulsões e vivia as voltas em hospitais de Rio Preto.

Eu acompanhava todo o caso daqui, não podíamos nos ver sempre devido a distância e só nos encontramos uma vez.

Em dezembro/2010, ele me fez o convite que fez com que eu me sentisse a mulher mais feliz do mundo: Ele me perguntou se eu queria morar com ele aqui em SP. Ele havia pedido a transferência para cá para podermos ficar juntos, mas antes teria que resolver algumas coisas por lá. E fiquei na expectativa de estarmos finalmente juntos para sempre.

Naquele momento, eu já tinha descoberto que o meu anjo, era o amor da minha vida. E eu, que até então não pensava mais em me casar, passei a desejar ardentemente ter novamente a minha família, reconstruir minha vida e dessa vez ao lado da pessoa que mais me amou na vida.

Em Fevereiro, ele entrou em férias e estávamos já, vendo alguns apartamentos aqui em SP e ele foi chamado urgentemente em Londres, Inglaterra para resolver um grave problema numa empresa de lá, ao que ele teve que viajar as pressas. Meu amor viajou contrariado. Ele não queria ir, queria vir pra cá pra resolvermos de uma vez por todas a nossa situação.

No dia 14/03/2011, domingo, passamos a tarde toda conversando e fazendo planos. Eu, ele e minha mãe no MSN rindo, nos divertindo e fazendo mil planos.

Na madrugada desse mesmo dia, meu anjo foi encontrado no chão do quarto do hotel inconsciente. Ele havia tido uma crise, perdeu muito sangue. Foi levado ao hospital e lá está a dois meses em coma profundo…

Foram detectados 3 aneurismas cerebrais, que hoje já estão controlados, mas meu anjo ainda não acordou.

Nesse tempo, fiquei muito amiga da irmã dele que me contou que na época que eu vim embora, ele me procurou incessantemente dia e noite e que quando me encontrou no Orkut, ele pulava e gritava como um louco, estava feliz como nunca estivera. Ela contou ainda que ele acompanhava minha vida e sabia de tudo o que eu passava, mas como eu o desprezava, ele se afastou, mas nunca me guardou rancor, nem quando viu de longe eu jogar as flores que ele me deu no lixo (pois é, ele estava lá, escondido e viu quando eu fiz essa idiotice) e que há, no guarda-roupas dele, presentes pra mim que nunca foram entregues esperando a minha volta, inclusive comprados em Londres.

Ela me pediu pra eu não me sentir culpada, pois a alma nobre dele era incapaz de odiar alguém e a muito, já havia me perdoado. Ele jamais iria querer morar com alguém se não amasse muito, por isso eu sei que tudo ficou no passado.

E eu sigo aqui, orando por ele todos os dias, crendo num milagre e pedindo a Deus mais uma chance pra nós dois. As vezes, sinto-o tão perto, as vezes tão distante que choro muito de saudade. Sinto falta do seu sorriso, dos olhos claros por trás dos óculos, das mensagens no celular me dizendo que me ama muito e que eu sou especial pra ele, sinto saudades até das nossas discussões.

Sinto falta de quando ele me chamava de Flor, de quando dizia que eu tinha que lutar pelos meus sonhos e nunca desistir, nunca abandonar nada nem por ele e nem por ninguém.

E assim, os meus dias sem ele têm sido vazios. Perderam o tom, a cor (me lembro da música “Um dia, um Adeus” do Guilherme Arantes) e eu ainda quero cantá-la pra ele. Eu não tenho condições de ir até a Inglaterra, pois faço faculdade de psicologia e estou investindo forte na minha empresa (uma consultoria em recursos humanos) que acabo de abrir (por ele, eu não vou desistir de nada, nem abandonar nada, mas não tem um só dia que eu não pense no grande amor da minha vida) e meu apoio é a família dele que está lá ao lado do seu leito dia e noite.

Eu acredito que Deus é misericordioso e não o deixará morrer, sem que de fato tenha chegado sua hora. Eu acredito que meus dias sem ele vão acabar em breve. A Fé que me move é a mesma fé que me fez pedir mais uma chance um dia e me faz hoje pedir de novo uma nova chance de sermos felizes pra todo o sempre, pois o verdadeiro amor desconhece barreiras, distâncias, doenças e é capaz de vencer a própria morte.

Eu fico aqui, meu anjo, esperando você voltar, definitivamente pra mim. Eu te amo verdadeiramente como nunca amei ninguém.

Rosangela Oliveira, 31 anos, consultora em recursos humanos, estudante de psicologia, escritora, moro em São Paulo.

e-mail: Dra.rosangelaoliveira@yahoo.com.br

facebook: Rosangela Oliveira 

Anúncios

Comments

  1. Michelle Louise says:

    Florzinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Você é um anjo nas nossas vidas!

    Curtir

  2. Nunca sabemos se teremos uma nova chance… As vezes desperdiçamos o tempo de amar, outras devemos aprender a esperar…

    Lindo depoimento, linda e triste história, mas feliz ao mesmo tempo, se sente a saudade é porque viveu bons momentos, mesmo que ele não volte (FAÇO VOTOS DE UMA BREVE RECUPERAÇÃO), você deu a ele a chance de viver esse amor!

    Beijos

    Curtir

  3. Acidez Involuntária says:

    Não sei não, eu no lugar dela nao estaria assim mais tranquila, eu estaria com ele 24 horas na cabeça.
    Cada um reage de uma maneira diferente né.
    Se ela consegue encarar tudo isso de uma maneira mais racional e menos passional, parabéns.
    Torço para que ele volte logo e sejam felizes.
    Um abraço e tudo de bom p/ vc Rosangela.

    Curtir

  4. Linda história!!

    Curtir

  5. Ana Maria Cardoso says:

    Hoje mesmo farei uma corrente de oração na igreja pelos dois!
    Que Deus seja misericordioso com este amor!
    Amém.

    Curtir

  6. Nossa, me emocionei tanto ao ler.Mas o que tem que ser tem muita força.E espero realmente que nesse caso, o que tenha que ser seja o melhor.

    Beijo Flor!

    Curtir

  7. Flor eu fico sem ar com essas historia que enviam pra vc, e vc nao tem ideia de como elas tem me ajudado a olhar a minha vida e a minha historia com outros olhos.

    Rosangela, estarei na torcida assim como todas as leitoras da flor para que o seu amor volte logo pra vc e que vcs sejam felizes e vivam esse amor tao esperado.

    Bjooooooosssss

    Curtir

  8. Mais uma história linda. Não me contive: chorei!
    Torço para que esse anjo volte voando para os braços que tanto esperam por ele. Uma história dessas não pode acabar sem que tenha um belo final feliz.

    Curtir

  9. Rosangela, Deus enviará o seu anjo voando de volta pra vc. Acredite!!!

    Curtir

  10. Confie em Deus, nunca deixe de acreditar, de ter fé… Linda história, que agora passa por um momento triste, mas DEUS sabe todas as ciosas… Rosangela, querida… Muita força, muita esperança, sempre, tá?

    Beijo no coração… E esperamos por notícias bos, sempre!

    Curtir

  11. o bom do seu depoimento é mostrar que o amor faz bem e o seu te fez. O que vc viveu antes dele pode ter sido tudo menos amor… fora o aprendizado podemos ver uma grande história de amor e nos emocionar com ela. Grande e bela pq VCS DOIS sabem que isso é amor!

    torcerei muito pela volta do seu amor. Mas seja lá o q acontecer saiba q VC FOI MUITO AMADA e AMOU MUITO e isso é um ótimo motivo de acreditar, ter esperança.

    um grande abraço!

    Curtir

  12. Sempre aparece anjos em nossas vidas, mas nem sempre estamos atentas para perceber os sinais.
    Mas se for o seu anjo mesmo, vai voltar pra ti logo!

    Beijos

    Curtir

  13. Rosangela,

    Deixo aqui os meus profundos agradecimentos por você compartilhar a sua história conosco neste momento tão delicado. Já trocamos muitas mensagens e já te falei o quanto estou na torcida pela volta do seu amor. Acredito que não está na hora de um ponto final. FORÇA !!!

    Beijos da Flor

    Curtir

  14. Rosangela Oliveira says:

    Boa Tarde a todas!
    Quero agradecer a todas as mensagens de carinho, força, fé e até mesmo as que “delicadamente” puxaram as minhas orelhas…rs Valeu mesmo…
    Quero compartilhar com vocês, minhas novas amigas que ontem, meu anjo abriu os olhos.
    Permanece inalterado o seu estado, mas ele abriu os olhos…isso significa muito pra mim e nenhuma razão pode contra a fé que tenho no meu coração. Sei que Deus é misericordioso e o será com o amor que sentimos e nos dá mais uma chance…Temos uma longa luta pela frente e a única arma que possuo é o amor.
    Obrigada a todas, obrigada flor.
    Fiquem com Deus…
    bjs

    Curtir

  15. Adriana Costa Gomes says:

    Muito bom ler essas histórias aqui,onde aprendi muito,cada relato,tem algo com minha dor.São do ano 2011 ,estamos em 2015,quatro anos se passaram e espero com toda sinceridade que cada mulher que sofreu sem ele,tenha superado e só ou acompanhada,estejam felizes,em paz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: