173 dias – Amar Demais

Amar demais. Significa se amar menos ?

Meu problema é amar demais ou querer demais ? Ou o meu problema é o medo de perder este amor ?

Até que ponto eu devo continuar amando ? Até que ponto eu devo deixar de querer ? E o medo ?

Quando penso que amo demais, não existem outros sentimentos interligados. Não sinto raiva ou ódio quando penso nas coisas ruins que aconteceram. Não sinto ciúmes ou medo quando penso que mesmo amando, não o faço feliz e que pode aparecer alguém que o faça mais feliz do que eu já fiz. Não existem mágoas ou rancores misturados com o meu amor. Eu amo demais, sim. E não sei se isso é algo ruim. Porque quando penso no meu querer, meu coração aperta e acelera. Fico ansiosa, com ciúmes. Sinto raiva. E isso tudo me deixa com medo. E o medo, ah o medo ocasionou atitudes impulsivas, insensatas, descabidas.

As coisas mudaram quando ele me disse que eu era seu único amor, mas que ele queria outras mulheres. Eu, só amava ele, só queria ele.

A partir daí, tudo ficou confuso. Fiquei com medo. Apesar de ainda ser amada, fiquei com medo de perder este amor para alguma dessas mulheres que ele queria. Antes disso, eu nunca tive medo.

O meu amor continua intacto. Mas o querer… é como se eu não aceitasse que ele queira outras enquanto eu quero somente ele. E eu também tenho medo. Medo do querer dele se tornar o fim do amor por mim.

Acredito que o meu diferencial está em saber que o meu amor não é a mesma coisa que a minha carência, dependência, baixa auto-estima, medo ou qualquer outra coisa que explique um pouco tudo isso que eu tenho vivido. E me considero uma mulher de sorte, pois eu sei que  eu não preciso amar menos. Preciso voltar a me amar da forma que eu me amava antes. E este “desamor” por mim mesma, não é consequência do fim do meu namoro. É muito além disso. E o medo é o grande pano de fundo desta história.

O que me faz sofrer é muito mais do que amar uma pessoa.  É um problema meu, comigo mesma. E se eu permiti que as atitudes dele me magoassem, não foi por amar demais. O amor não é causador de sofrimento. O amor estava em mim antes dele chegar. Permanece comigo. E continuará comigo se ele for embora da minha vida. Eu, além de querer o amor, sei que existe amor dentro de mim, um amor que transborda!

Hoje eu tiro do armário os meus sonhos que guardei. Hoje eu tiro as minhas vontades e volto a ser a dona do enredo da minha vida. E mesmo que, segundo você, eu seja uma mulher fascinante, eu quero ser mais! Eu mereço ser muito mais pra mim! Mereço ser e estar melhor. Hoje eu te quero menos, amor. Eu precisei te querer menos pra querer mais pra mim. Mas continuo te amando… demais!

Anúncios

Comments

  1. Eu precisei te querer menos pra querer mais pra mim. Mas continuo te amando… demais!

    Digo o mesmo.
    Beijos meus

    Curtir

  2. Desde o início ele sempre deixou claro o escuro que estava diante dos seus olhos. Ele desde o primeiro dia não te quis mais e quando vi vc escrever que ele iria te encontrar por tantos dias eu já imaginava como terminaria. Porque ele te quer bem, mas não te quer como a namorada dele. A culpa tb é dele. Mesmo que você não brigasse, não se desesperasse enquanto estivessem juntos, ainda assim ele não voltaria. É UM JOGO. E ele vai continuar jogando insessantemente com sua vida, te fazer te sentir culpada por tudo, mesmo vc não sendo. Vc tb é culpada pq ACEITOU ele lhe humilhar contando as aventuras sexuais e sentimentais dele. Vc achou que seria A forte. e nós quando amamos e não temos o ser amado não somos tão fortes assim. Todos erraram…ele, vc, culpados sempre existirão, mas não foi o excesso de amor ou a falta dele que o fizeram terminar. Ele simplesmente não lhe quis mais. Ele ñ lhe ver mais como a namorada dele depois que ele foi embora, mas desde o primeiro dia…. Pensamos que não acontece conosco, mas você parece ter atitudes de uma MADA – MULHERES QUE AMAM D+….ser MADA não te diminui ou te acrescenta é algo que vc não controla, é querer permanecer numa situação dolorosa só pra ter o ser amado. A MADA doa do melhor ao pior que tem em si, de forma excessiva e sem controle. A MADA é controlada. Leia sobre o assunto e chegue as suas próprias conclusões.

    Na minha opinião tê-lo por perto só lhe diminui mais, apesar de ser a droga que o cérebro precisa pra lhe fazer ficar bem. mas te destrói por dentro.

    Sinceramente eu vou torcer pra que vc encontre a verdadeira felicidade….

    Curtir

  3. E tu esta certa amor é uma coisa e carência é outra bem diferente. Belo texto, adorei!

    Beijos

    Curtir

  4. Amar de menos ou de mais, nunca saberemos a necessidade ou a grandeza, pois quando amamos, amamos e pronto,
    perdemos um pouco a noção de certo e errado e caminhamos por labirintos de emoções.Muito intenso seu texto.
    beijos Néia.

    Curtir

  5. São pequenos passos…
    A parte mais importante você já assimilou: querer menos o outro e te querer mais.
    Comigo, só passou quando eu deixei de tentar fugir da dor e fui vivendo o luto.Chegou um tempo em que eu não chorava mais, outro que eu não lembrava mais – não 24 hs dia. É gradual e o melhor vai chegar – ou voltar???
    Seja como for, vou continuar na torcida *-*

    Ps: Seu blog daria um ótimo livro, sabia? rsrrss
    Bjinhus

    Curtir

  6. Amada, Deus não dá nada que não possamos suportar.
    Talvez seja melhor assim..

    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: