20 dias – Menos

Menos amor. Menos sonhos. Menos perguntas. Menos coração. Menos intensidade. Menos loucura. Menos exagero. Menos medo de que você não volte.  Menos você. Menos sítio com plantação de girassol. Menos dia da pintura. Menos dia dos pássaros. Menos amor. Menos Vinícius de Moraes e Chico Buarque. Menos blues. Menos sushi. Menos andar de mãos dadas. Menos filmes. Menos flores. Menos viagens. Menos futuro. Menos família grande. Menos mesa de domingo cheia. Menos amor. Menos pequeno príncipe. Menos vestidos. Menos necessidade de falar com você todos os dias. Menos planos. Menos Sofia. Menos Marias alguma coisa. Menos você tocando violão. Menos eu cantando desafinada. Menos amor. Menos dormir abraçados. Menos fazer amor sem barulhos pra ninguém escutar. Menos me pedir em namoro pro meu pai. Menos ciúmes dos meus amigos. Menos mensagens no celular. Menos declarações. Menos calcinhas fofinhas e coloridas. Menos voz de criança. Menos amor. Menos receitas novas pra fazer pra você. Menos festa surpresa. Menos presentes que estão aqui e talvez eu nunca entregue. Menos desenhos meus. Menos vídeos. Menos coisas de bolinhas. Menos cabelos cacheados. Menos massagem. Menos adjetivos. Menos eu. Menos amor. Menos lágrimas. Menos aperto no peito. Menos nó na garganta. Menos saudade. Menos angústia. Menos falta. Menos coração acelerado. Menos falta de ar. Menos dor que não passa. Menos sua voz na minha cabeça. Menos amor. Menos certeza que é amor. Menos amor que não cabe em mim. Menos amor desmedido. Menos desejos por você. Menos suspiros. Menos sonhar acordada. Menos paixão. Menos dança. Menos esperança. Menos neurose. Menos desculpas. Menos espera. Menos você indo embora. Menos muito. Menos seu olhar. Menos seus carinhos. Menos fotos pra você.  Menos jogos. Menos computador. Menos lembranças. Menos desabafos. Menos sentimento. Menos palavras. Menos Jardim Botânico. Menos amor. Menos entrega. Menos cores. Menos arco-íris. Menos estrelas. Menos sorvete. Menos coragem. Menos final feliz. Menos castelos. Menos alma. Menos perfume. Menos drama. Menos presentes pelo correio. Menos apelidos. Menos romance. Menos sensibilidade. Menos conto de fadas. Menos para sempre. Menos pedidos. Menos cobranças. Menos desordem. Menos piadas. Menos conversas de madrugada. Menos carência. Menos amor. Menos amor.

Menos, menos, menos, menos… e mesmo assim, todo esse amor  só cresce e cresce, sem juízo, sem medida, sem nada que alimente o crescimento. Cresce porque talvez tenha criado vida própria e se alimente de si mesmo. Me provando que nunca mais será menos.

(E se alguém encontrar o que dá vida própria ao amor, diga a ele que por favor… MENOS!)

Anúncios

Comments

  1. E dá pra dizer “menos”? rs Não dá mesmo. Não há muito como impedir algumas coisas. Podemos tentar, é um direito. Nem sempre conseguimos. Em uma fase da minha vida eu já tentei o “menos”, e incluía boa parte do que vc citou no texto, com outras partes trocadas (pq algumas SÓ dizem respeito a propria pessoa, ou ao casal). Foi em vão. Em mim, era mais. E foi mais. Até hoje, continua sendo mais.
    Beijos, espero que esteja bem.

    Curtir

  2. Não se deixe como MENOS.
    Seja mais. Viva além de…. Não conheço sua historia, não conheço sua vida, não sei quem vc é…. Mas..
    DIGO: Nada é tanto que nos faça menos.

    Curtir

  3. Ah, Flor, o tal alguém ou o algo que dá vida ao amor sempre vai querer MAIS MAIS e MAIS. Sempre. É como um alcoólatra. Insaciável. Bom, pelo menos é assim que eu vejo.
    Nós que temos que aprender a lidar com isso. :~ E eu sei que você vai ficar conseguir. (y)
    :*, se cuida!

    Curtir

  4. Ah, e tem como dizer ‘menos’? Como gritar “pare!”? Quando a gente vai ver a que ponto chegou o amor, o que faz com que ele possua vida própria só se dá conta de uma coisa :”Sorry, it’s too late”. E lá vamos nós, pra dilacerar-nos uma vez, outra e mais outras cem.
    Olha, você tem muita, muita força. Eu sei o que você passou e que você descreveu em cada linha, em cada palavra..Ah, eu sei. Ou só acho que sei. Sei lá.. Enfim, a gente acaba por conjugar o verbo sofrer demais..pela cólica diabólica, por aquele quilo a mais na balança, por aqueles que nos dão asas, mas que, também, sabem nos puxar pra baixo como âncoras. Força! Vamos feliçar, insistir, tentar manter aquela chaminha de esperança. Menos “eu sofro, tu sofres e a humanidade toda sofre”, muito mais “eu feliço, tu feliças, nós feliçamos” ainda que a gramática não permita essa conjugação. Mas, quem é ela quando nós somos humanos? (: Be ok !

    Curtir

  5. Florrrrrrrrrrr, vc tem que pedir mais e mais e sempre maaaaaaaaaaaaais na sua vida sua linda!!!!
    A única coisa que tem que ser menos é o ser causador das tuas tristezas.
    De resto só mais e maisssssss muito amor pra vc e muitos sonhos!!!

    Curtir

  6. Lindo o texto!!! Adorei!! Me senti nele até o final do primeiro parágrafo!

    Curtir

Trackbacks

  1. […] 20 dias —> Menos de tudo aquilo que me faz sofrer. Mais coisas boas, inclusive amor. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: